Portugal: Dirigindo de Lisboa ao Porto

Visitei Portugal em novembro de 2014 e cruzei de Lisboa ao Porto de carro. Foi uma viagem de cerca de uma semana, parando em casa de amigos e conhecendo o melhor da culinária local rumo ao norte do país.

Fim de tarde em Aveiro, Portugal

Diferentemente das viagens que comecei sozinha, a partir de 2016, para Portugal (e Espanha, Itália, Mônaco, Bélgica, França, EUA e Uruguai) não fiz um roteiro detalhado, nem mesmo anotei as dicas e gastos mais significantes.

Com isso, me restou contar um pouco, via registros fotográficos e uma boa memória, o que vi e vivi no caminho.

Coimbra, Portugal

Saramago em Lisboa, Portugal

Você precisa saber agora:

Moeda: Euro

Cereja do Bolo: Uma tarde em Vila Nova de Gaia, no Porto

Sobraram Golpinhos? Passe um dia na Serra das Estrelas

Pelas ruas de Portugal

Primeiro dia – Saindo da Rexaldia em direção à Fátima

A Rex, Portugal

A Rexaldia é um vilarejo português que você nunca deve ter ouvido falar. Pois bem, saiba que isso é absolutamente natural, pois muitos amigos portugueses também não a conhecem. Todavia, como a viagem foi para estar e/ou visitar amigos e familiares, tivemos algumas paradas curiosas pelo caminho.

Rex, Portugal

Localizada a 17 km de distância de carro, Fátima é uma cidade situada na Serra de Aire, bem no centro do país. Devido ao Santuário de Nossa Senhora, tornou-se um dos mais importantes destinos internacionais de turismo religioso.

Fátima, Portugal

A Basílica fica localizada bem no coração do Santuário. Inaugurada em 1953, é lá que estão sepultados os três pastorinhos que viram a Nossa Senhora.

Fátima, Portugal

Fátima, Portugal

Reserve ao menos um par de hora para visitar todo o complexo, que inclui a Basílica, a Capela das Aparições, o Museu de Cera, a Sala das Velas e a Casa dos Pastorinhos.

Segundo dia – Serra das Estrelas

Serra das Estrelas, Portugal

Como fui no final de novembro, o clima já era de puro outono europeu e os cenários da estrada ficavam cada vez mais belos. E, por falar nisso, viajar de carro pelo país é maravilhoso, as estradas são ótimas. O que vai pesar um pouco são os muitos pedágios (mas nada que te deixará mais pobre se compararmos às outras road trips europeias).

A Serra das Estrelas é localizada em uma das regiões mais frias e altas de Portugal, podendo nevar no inverno (de junho a março). As nascentes de lá são responsáveis por alimentar os rios Douro, Mondego e Tejo. Ou seja, de suma importância para os moradores de Coimbra e Lisboa.

Serra das Estrelas, Portugal

Apesar de não ter visto neve nesse dia, as paisagens estavam bem lindas. Para quem aprecia um bom queijo, existem lojinhas artesanais com o famoso queijo da Serra das Estrelas. Um passeio bom, bonito e barato em Portugal.

Pelo caminho

Pelo caminho

Pelo caminho

Terceiro dia – Coimbra

Coimbra foi a parada que mais gostei. Não sei se foi o ar jovial pelas ruas – os portugueses que me desculpem, mas como a população é bem envelhecida, existem muitas, muitas, muitas senhorinhas preconceituosas pelo caminho, principalmente quando o assunto é “mulher brasileira” -, as lojinhas de Nata ou apenas o dia que, apesar de frio, estava ensolarado.

Ruas de Coimbra

Ruas de Coimbra

Ruas de Coimbra

Considerada historicamente universitária, por causa da famosa Universidade de Coimbra – Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO –, essa cidade é uma das mais antigas da Europa e das maiores do país, fundada em 1290.

Ruas de Coimbra

Coimbra é uma cidade que você poderá conhecer facilmente em um dia.

Comecei o meu entre as ruelas do centro histórico, cheio de becos e lojinhas. Não tive interesse de entrar no Jardim Botânico, apesar de muitos turistas passarem algum tempo por lá para fotos.

Pelos becos de Coimbra

Depois fui logo na Universidade de Coimbra, via Porta Férrea, sua principal entrada. Tanto por dentro, quanto por fora, é tudo um espetáculo à parte! É aqui que os estudantes usam a famosa Toga, que lembra muito a roupa do Harry Potter (risos).

Para os curiosos, a Biblioteca Joanina também fica aberta para a visitação.

Universidade de Direito, Coimbra

Universidade de Direito, Coimbra

Já o Aqueduto de São Sebastião é uma boa pedida antes de cruzar o outro lado do rio Mondego, onde fica o Convento de Santa Clara-a-Nova. Erguido no século XVII, em substituição a um antigo mosteiro medieval, até hoje existem relíquias da Rainha Isabel por lá.

Coimbra, Portugal

Coimbra, Portugal

Coimbra, Portugal

Coimbra vale ser visitada caminhando, se perdendo e se achando entre suas muitas ruas. Por tratar-se de um destino antigo, já ouvi de muitos viajantes que a cidade é mal preservada ou “antiga demais”. Acho um comentário um tanto desleal… Além do mais, com’on, se não gosta de estruturas antigas, por que visitar a Europa e, principalmente, Portugal?

Coimbra, Portugal

Quarto dia – Aveiro

Com menos de 70 km de estrada, rumo ao norte, cheguei no distrito de Aveiro, que possui cerca de 55 mil habitantes e mais de mil anos de história.

Meio gótica suave no fim de tarde em Aveiro, Portugal

Conhecida como a “Veneza Portuguesa”, aqui eu comi os melhores doces portugueses de toda a minha vida! E doces de rua mesmo, sabe? (ok, existe aqui a Oficina do Doce, famosa pelos ovos moles, mas todo lugar é bom, sério!)

The World Needs Nata

Uma ria corta a cidade aqui, transformando o pôr do sol em um momento um tanto mágico. E, se eu pudesse enumerar as qualidades de Aveiro, essa viria em primeiro lugar.

Aveiro, Portugal

Aveiro, Portugal

Por ser pequena e fácil para explorar, você poderá passear de barco moliceiro, caminhar pelas estátuas das Pontes – onde cada uma representa uma figura da cidade –, visitar o Museu e/ou Faculdade de Aveiro, a Sé ou até mesmo a Praia da Costa Nova, localizada na costa ocidental, a uns 10 km desde o centro histórico. Eu, por exemplo, apenas caminhei bastante e comi mais ainda (me julguem!).

Bem turistinha ela

Quinto e sexo dias – Vila Nova de Gaia & Porto

Ai, o Porto! A surpresa boa no caminho…

Porto, Portugal

Porto, Portugal

Vila Nova de Gaia, Portugal

Minha primeira dica é passar, no mínimo, dois dias na cidade.

De fato, existem muitas coisas bacanas para serem feitas e, abaixo, vou listar as que eu fiz e as que eu quero fazer assim que voltar pra lá.

Porto, Portugal

Porto, Portugal

O must see:

• Avenida dos Aliados – Não caminhar por aqui é como ir à São Paulo e não visitar a Avenida Paulista. Deu para entender, né?;

Avenida dos Aliados, Porto

• Livraria Lello & Irmão – O interior mais fantástico de toda a livraria já visitada na vida! Fica na Rua das Carmelitas, bem no centro histórico do Porto. Psc, a Lello vem sendo reconhecida como uma das mais belas livrarias do mundo, além de ser repleta de obras antigas e importantes;

• Ponte D. Luís I – Construída sobe o Rio Douro em 1881, a ponte liga as cidades do Porto e de Vila Nova de Gaia, sua charmosinha região metropolitana;

Ponte D. Luís I

Ponte D. Luís I

• Vila Nova de Gaia – O point para quem curte visitar caves do vinho do Porto e apreciar os turísticos barcos Rabelos, antes responsáveis por transportar os barris de vinho. Possui também um telégrafo para turistas;

Vila Nova de Gaia

Vila Nova de Gaia

Vila Nova de Gaia

• Ribeira – Localizada às margens do Rio Douro, a Ribeira contempla vários restaurantes e pontos turísticos em sua extensão, além de ser considerada Patrimônio Histórico pela UNESCO. É uma boa pedida para o fim de tarde;

Porto, Portugal

Porto, Portugal

• Café Majestic – O Top 10 Mais Belos Cafés do Mundo… apenas! Localizado no coração da Rua Santa Catarina, esse é a Belle Époque vivinha;

• Estação Ferroviária de São Bento – Inaugurada em 1896, a estação é decorada por azulejos típicos de Portugal (aqueles azulzinhos), mas com forte influência francesa. Fica localizada no centro histórico do Porto;

• Catedral da Sé – Continuando o tour de São Bento, em direção à Ponte D. Luís I, você chegará na principal edificação romano-gótica da cidade.

Pelas ruas de Portugal (sob um mau humor matinal)

Mas Lívia: e Lisboa?

Rumo à Lisboa

Notaram que eu não comecei os relatos por Lisboa? É que, desculpem, eu preciso voltar para lá. Te explico melhor:

Em novembro de 2014 ocorreu o Vodafone Mexefest em Lisboa e, por dois dias, visitei salas e casas culturais, o Palácio da Independência e cinemas locais que ofertaram uma grande variedade de artistas estrangeiros e da região.

Pelas ruas de Lisboa

Como aproveitava bem a noite, descansava de dia (risos). Por isso e com isso, fiz muito pouco turismo na capital. Porém, se posso indicá-los um lugar, seria o Bairro Alto.

Voltando “bem” do Festival

Portugal foi um dos únicos países do mundo que tive o prazer de rodar de carro. Com estradas seguras e muitas cidades interessantes e charmosas bem próximas, a escolha de se locomover de carro e/ou trem é muito boa.

Serra das Estrelas, Portugal

Checklist

Seguro obrigatório para brasileiros: Sim

Vacina obrigatória para brasileiros: Não

Documentação para brasileiros: Passaporte com, no mínimo, 6 meses de validade.

Importância Global: O turismo de brasileiros em Portugal cresceu 39% desde o último ano. A Universidade de Coimbra, Alta e Sofia foram declaradas Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO.

 

♥ Gostou? Então curte minhas fotos dessa viagem no Instagram! Quer mais dicas e ajuda com a sua viagem? Peça já o seu roteiro totalmente personalizado!

(Visited 53 times, 1 visits today)