Rio de Janeiro: O Que Conhecer no Litoral

Que o litoral carioca encanta turistas do mundo inteiro não é nenhuma novidade. Todavia, o Rio de Janeiro vai muito além de Copacabana e Leblon, contendo também praias de banco de areia com águas cristalinas, lembrando muito o Caribe, como é o caso de Arraial do Cabo.

Ilha do Japonês, Cabo Frio

Para os desavisados, o litoral fluminense é composto por cinco regiões: a Grande Rio, a Baía da Ilha Grande, Itaguaí, Baixadas Litorâneas e Norte Fluminense. Nesse post, vou dedicar algumas dicas para a segunda e a quarta regiões, minhas prediletas para escapar durante o final de semana.

Praia do Cepilho, Trindade

Você precisa saber agora:

Moeda: Real

Golpinhos/dia: Varia (e MUITO) de região. Ao longo do post vou contando um pouco sobre os custos, ok?

Se perder, vai ter que voltar: Ilha de Cataguases, em Angra dos Reis

Sobraram Golpinhos? Dedique de um a dois dias em Trindade, logo após visitar Paraty

Praia do Meio, Trindade

Via Lagos: Cabo Frio e Búzios

Cabo Frio e Búzios ficam localizados a cerca de 170 km de distância do Rio, ambos na área conhecida como Região dos Lagos, juntamente às cidades de Araruama, Saquarema, São Pedro da Aldeia, Iguaba Grande e Arraial do Cabo.

Ilha do Japonês, Cabo Frio

Como chegar:

Go, go, go!

  • Carro – O trajeto começa com a travessia da Ponte Rio Niterói, com custo de R$ 4,30 o pedágio, pago apenas na ida. Após, pegar a BR-101 e o acesso à Via Lagos (RJ-124). Esta segunda parte do trajeto é em rodovia privatizada e há cobrança de pedágio também. Nos dias de semana, para veículos de passeio, o custo é de R$ 10,30; nos finais de semana e feriados, o valor sobe para R$ 17,20. Cabo Frio está localizado a 25 km de distância antes de Búzios;
  • Ônibus – Há diversas opções de horário ao longo do dia, com saídas da Rodoviária Novo Rio ou de Niterói. A empresa 1001 opera em ambas as regiões.
  • Avião – Búzios não possui aeroporto. Já em Cabo Frio, a única companhia aérea que fornece o serviço é a Azul, mas como o aeroporto recebe principalmente voos fretados, o custo da passagem costuma ser um tanto salgado!

Paisagens do litoral do Rio

O que fazer em Cabo Frio?

Cabo Frio é a cidade da Região dos Lagos com maior economia, tornando-se uma ótima opção (se pensarmos em custo-benefício) para se hospedar durante uma visita por essa área litorânea.

Ilha do Japonês, Cabo Frio

Os pontos que atraem os turistas são: a Praia do Forte, sendo a principal de Cabo Frio, a Ilha do Japonês, com as águas mais claras, a Praia do Peró, a das Conhas e a das Dunas. Cabo Frio possui também uma feirinha artesanal aos finais de semana com a culinária e o artesanato local, bem bacana.

Mas a Ilha do Japonês, na minha humilde opinião, é a cereja do bolo! Fica localizada no bairro da Ogiva, logo após a famosa Rua dos Biquínis. Haverá um trecho de estrada de chão, um pouco antes de se chegar ao paraíso natural.

Ilha do Japonês, Cabo Frio

Quando a maré está baixa, é possível caminhar pelas águas do canal até a Ilha. Já na maré alta, há a possibilidade de pegar um parquinho local, ao custo médio de R$ 10,00/trecho. Fora isso, a praia é pública.

Travessia para a Ilha do Japonês

Travessia para a Ilha do Japonês

Travessia para a Ilha do Japonês

Búzios: Por que visitar?

Relaxing time!

Frequento Búzios desde os meus 16 anos e posso te garantir que é um local perfeito para curtir desde um dia até uma semana toda, pois há muitas coisas para serem feitas e cada praia vai te encantar de uma forma singular.

A minha parte predileta é entre as Praias de Ferradura e Ferradurinha. Localizadas no canto esquerdo de Geribá – a famosa praia da galera mais jovem da região -, aqui as águas são mais calmas e claras (ótima para mergulho), numa parte repleta de condomínios e árvores. É climinha mais família, sabe? E o ponto também positivo é que dá para alugar um kayak e conhecer as redondezas.

Praia da Ferradura, Búzios

Já as Praias Azeda e Azedinha são acessadas via Praia dos Ossos, muito próximas da conhecidíssima Rua das Pedras – a região que contempla a maioria da vida noturna -, com restaurantes, boates, barzinhos, etc. Sabe a famosa estátua da Brigitte Bardot? Pois é, fica aqui!

Praia dos Ossos, Búzios

E ah! Elas ficam muito próximas do destino final dos ônibus, o que se torna uma boa escolha se você for um viajante de apenas um dia, chegando da rodoviária. As águas nesses dois destinos também são calmas, no worries.

Para terminar a tarde, existem duas escolhas muito certeiras: o pôr do sol na Praia da Tartaruga e/ou João Fernandes, ou conhecer a Ponta do Pai Vitório, um pouco afastada do centro, mas com uma vista pouco explorada do litoral de Búzios.

Pôr do Sol em Búzios

Os passeios de escuna e lancha podem ser contratados facilmente na hospedagem ou no centro. Os valores vão variar desde o tempo de duração, os locais a serem visitados e o tipo do barco, custando por volta de R$ 30-50,00/pessoa. Barganhe!

Orla Bardot, Búzios

Costa Verde: Angra dos Reis, Ilha Grande, Paraty e Trindade

Yorran e eu em Angra dos Reis

Já começo com a informação de que a Costa Verde foi eleita pelo Guia Lonely Planet como uma das dez melhores regiões do mundo para viajar. Ela engloba o litoral sul do Rio de Janeiro e o litoral norte de São Paulo, cercado por praias e a vegetação da Mata Atlântica.

Meu caminho foi: Ilha Grande, Angra dos Reis, Paraty e Trindade.

Rumo à Paraty!

Como chegar:

  • Carro – Há três principais formas de se chegar em Ilha Grande: pelos cais de Angra dos Reis, localizada a 150 km do Rio de Janeiro e com acesso via BR-101 (nessa estrada não há pedágios, YES!, mas fiquem atentos com os muitos pardais na estrada); pelo cais do centro de Mangaratiba; ou pelo cais localizado ao final da praia principal de Conceição de Jacareí. Cada local possui um preço e horário diferentes e você pode consultá-los clicando aqui.

Já para Paraty e Trindade, basta continuar na estrada, desde Angra dos Reis, por mais cerca de 100 km. É um bem ao lado do outro, não há erro!

  • Ônibus – A empresa Costa Verde Transporte opera essas rotas, com saídas diárias desde a Rodoviária Novo Rio. Seguem mais informações aqui.
  • Avião – A rota aérea Rio x Angra x Paraty recebe voos regulares vindos de São Paulo e Rio de Janeiro, realizados pela empresa Team Linhas Aéreas. Mas, por se tratarem de aeroportos pequenos, o custo é alto e quase todo vinculado à aeronaves particulares e de pequeno porte.

Pôr do sol em Angra

O que fazer em Ilha Grande?

Após a barca, você desembarcará na Vila do Abraão, um pequeno vilarejo com a inexistência de automóveis (com exceção da ambulância). É composta por barcos de pescadores e uma vida mais sossegada, fora do turbilhão das grandes cidades. Local ideal para contratar os passeios que te deslocará para as demais ilhas e praias.

Praia de Lopes Mendes, Ilha Grande

Existem dois passeios específicos em Ilha Grande: a meia volta e – obviamente – a volta completa, de lancha. A primeira visita a Lagoa Azul, Aripeba, Lagoa Verde, Praia do Amor (Saco do Céu) e Camiranga; já a segunda, circula por nove horas de passeio todas as principais ilhas da região, tendo em vista que a meia volta fica apenas na parte voltada para o continente, com águas mais calmas.

Lagoa Azul, Ilha Grande

Os valores dos passeios variam, mas a volta completa não possui o preço dobrado (saiba disso, rsrs). Quando fiz a metade, paguei na lancha algo em torno de R$ 120,00/pessoa.

Pelo litoral do Rio

O bacana de fazer a volta completa é conhecer também a Praia de Lopes Mendes, considerada uma das mais belas do Brasil.

Praia de Lopes Mendes, Ilha Grande

Já a Praia do Aventureiro, o paraíso isolado, dedicado para camping e surf de Ilha Grande, é acessada desde Angra dos Reis, no cais de Santa Luzia ou no cais da Orla Central. Uma parte da navegação é em mar aberto, por esse fato quando o mar está muito bravo, a navegação torna-se difícil e até impossível.

Muitos viajantes optam também por conhecer a Ilha por meio de trilha. A página do Instinto Viajante tem um relato muito legal sobre a travessia. Clique aqui para ler na íntegra.

Lagoa Azul, Ilha Grande

Dicas para Angra dos Reis

A Baía de Angra dos Reis possui nada mais nada menos que 365 ilhas salpicadas em um mar de águas verdes e cristalinas, além de duas mil praias, envoltas pela Mata Atlântica.

Angra dos Reis

Conheci as ilhas de Angra dos Reis em 2017, com um amigo. Saímos do Rio em uma excursão. O resultado? Muita gente, pouca organização e um dia cansativo… mas sim, valeu à pena pelas paisagens de tirar o fôlego!

Ilha de Cataguases, Angra dos Reis

A Rio 40 Turismo foi a empresa escolhida e pagamos cada um R$ 130,00 com almoço e transporte inclusos (mas a compra foi realizada com desconto, o valor atual subiu para R$ 200,00/pessoa). Nos buscaram no ponto de encontro às 08h:30 e retornamos por volta das 22h.

Angra dos Reis

Angra dos Reis

O barco passou pela Ilha de Cataguases, Lagoa Azul, Praia de Freguesia de Santana e Praia de Japariz. Só pela primeira Ilha, o passeio já estava garantido!

Escunas de Angra

Praia de Japariz, Angra

E Paraty?

Colombiana e brasileiras em Paraty

Estive em Paraty em 2016 e agora em 2018, ambas as vezes com amigas. No Rio, é a minha rota de fuga predileta (risos). Te explico melhor:

Centro Histórico de Paraty

A cidade ainda respira o período colonial brasileiro – repleta de charme pelas ruelas -, sendo a antiga exportadora de ouro do país.

Centro Histórico de Paraty

Centro Histórico de Paraty

Centro Histórico de Paraty

Centro Histórico de Paraty

O Centro Histórico, considerado pela UNESCO como “o conjunto arquitetônico colonial mais harmonioso” é Patrimônio Nacional tombado pelo IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – e suas ruas, protegidas por correntes que impedem a passagem dos carros, preservam o famoso calçamento “pé de moleque“.

Centro Histórico de Paraty

Centro Histórico de Paraty

Centro Histórico de Paraty

Paraty é também costeada por montanhas da Mata Atlântica, rodeada de Parques e Reservas Ecológicas e possui mais de 60 ilhas e 90 praias.

Em relação à parte cultural, abriga os famosos festivais anuais da Cachaça, o Bourbon – dedicado ao jazz -, a Festa Literária Internacional de Paraty (FLIP), entre outros.

Centro Histórico de Paraty

Centro Histórico de Paraty

Centro Histórico de Paraty

Os passeios de escuna são baratos, a questão é a diversidade de locais bacanas para se escolher. Por cerca de R$ 25-30,00, você conseguirá contratar um passeio pela Baía, que visitará ilhas e praias ali próximas.

Litoral de Paraty

Litoral de Paraty

Litoral de Paraty

E aí, te convenci de conhecer Paraty? De um lado, história e cultura. Do outro, natureza intocada. Não tem como não amar!

Centro Histórico de Paraty

Centro Histórico de Paraty

Dica de hospedagem: Durante minha última visita à cidade, fiquei hospedada na Pousada Palmeira Imperial, ao custo de R$ 216,00/quarto para duas pessoas com direito a um café da manhã delícia! O lugar é incrível, com uma equipe atenciosa. Super indicado!

Bem menininha curtindo a Pousada

Trindade: A surpresa boa no caminho

Praia do Meio, Trindade

Trindade é um paraíso! Localizado dentro do município de Paraty, a apenas 15km de distância, trata-se de uma vila formada basicamente por pescadores. O comércio local é exercido pelos caiçaras, nativos da região. É constituído basicamente de artesanato e restaurantes com comidas típicas.

Trilha para a Piscina Natural do Cachadaço, Trindade

É possível contratar um day tour desde o centro histórico de Paraty, ao custo médio de R$ 50,00. Os pontos de visitação, geralmente, são:

Praia do Cepilho – Mar aberto, com ondas e correntezas fortes, sendo um cenário perfeito para surfistas. O legal também é a composição das pedras na areia que, durante a maré baixa, te possibilita conhecer toda a praia subindo e descendo por elas;

Praia do Cepilho, Trindade

Praia do Meio – Uma das mais belas de Trindade, também de mar aberto. Possui alguns bares e uma área para camping;

Praia do Meio, Trindade

Praia e Piscina Natural do Cachadaço – Os pontos mais distantes de Trindade, com acesso via uma caminhada de aproximadamente 40 minutinhos em trilha de fácil acesso.

Na trilha para o Cachadaço, Trindade

Piscina Natural do Cachadaço, Trindade

Existe também a Cachoeira e Pedra que Engole, mas não cheguei a visitá-las. São poços de águas cristalinas, com pequenas cachoeiras. O acesso, claramente, é feito por trilha, partindo desde a Praia do Meio.

Praia do Meio, Trindade

Praia e Piscina Natural do Cachadaço, Trindade

Se você deseja um pouco de paz, num lugar tranquilo e bem “caseiro”, minha dica é dedicar, ao menos um dia, para dormir em Trindade. Suas energias serão facilmente renovadas!

Praia do Cepilho, Trindade

Checklist

Seguro obrigatório para estrangeiros: Sim

Vacina obrigatória para estrangeiros: Não há obrigatoriedade de comprovação vacinal ou profilaxia para entrada no Brasil, no entanto, o Ministério da Saúde recomenda que os turistas internacionais atualizem a sua situação vacinal previamente à chegada ao país, conforme as orientações do calendário de vacinação do país de origem ou residência.

Documentação para estrangeiros: Passaporte e Visto (com exceções). Para mais informações, clique aqui.

 

♥ Gostou? Então curte minhas fotos dessa viagem no Instagram! Quer mais dicas e ajuda com a sua viagem? Peça já o seu roteiro totalmente personalizado!

(Visited 39 times, 1 visits today)